Desmistificando os Frameworks: por que utilizá-los?

Desmistificando os Frameworks: por que utilizá-los?   18 / julho / 2017


Definir um conceito exato sobre os Frameworks não é tarefa fácil nem para os mais conceituados web developers. Dentre as muitas conceituações encontradas na rede, a mais simples é, também, a mais adequada: framework é um banco de bibliotecas com soluções cotidianas para auxiliar os programadores na construção de seus projetos.

Com interfaces dinâmicas e divididas em subtemas, os frameworks orientam e apoiam a programação criando padrões de projetos e fornecendo elementos prontos, como botões, fontes, códigos e ícones.

Quando o framework deve ser utilizado?

Muito embora seja uma ferramenta projetada para auxiliar na construção de uma aplicação, o uso de um framework é recomendado para quem possui conhecimento da linguagem de programação utilizada por ele. Pode parecer bobagem, mas valer-se de uma ferramenta de apoio sem dominar a linguagem que ela fala pode acabar trazendo dificuldades inimagináveis para quem o opera! Já imaginou, por exemplo, dar de cara com um bug de programação que não consegue desfazer por não ter domínio operacional sobre o sistema utilizado?

Em geral, indica-se o uso dos frameworks para aqueles que já possuem ou que estejam em busca do domínio da rotina de programação, incluindo o estudo de códigos e linguagem operacional. Para quem não possui conhecimentos aprofundados sobre o tema, existem os CMSs, que fornecem o sistema pronto, com algumas possibilidades de personalização ao alcance das mãos daqueles que estão dando os primeiros passos no mundo da programação.

Possui conhecimento de linguagem web e deseja otimizar sua rotina de programação? Conheça um pouco mais sobre frameworks e suas funcionalidades. Click To Tweet

Quais são os melhores frameworks?

Independentemente do nível de conhecimento na área de desenvolvimento, é de comum acordo entre todos que a melhor plataforma é aquela que oferece as melhores ferramentas para o desenvolvimento de cada projeto dentro de suas particularidades, certo?

Desta forma, a lista abaixo traz os frameworks mais populares e dá algumas dicas de pontos fortes em cada um deles

Framework de PHP:

Laravel: Possui interface de simples abordagem e recursos em grandes quantidades. Entre suas funcionalidades, recursos como o Composer, que facilita a criação do mix com componentes de terceiros, o Blade, que agrupa templates, entre outros, como o Homestead, Elixir e Migrations.  Além de oferecer uma base para a criação de testes de projetos, o suporte de conteúdo oferecido na web é bastante amplo, por se tratar de um framework amplamente utilizado.

Framework Front-end 

Bootstrap – Front-end open source (aberto para quaisquer usos e adaptações), otimizado para a criação de layouts responsivos, compatível com html e css, o Bootstrap possui interface clean e bastante didática. Dotado de uma vasta gama de elementos estilizados, fontes e ícones diferenciados, grids prontos e customizáveis.

Framework JS (JavaScript):

Angular JS: Framework JavaScript que possibilita a criação de web apps completos exigindo do programador o mínimo de códigos possível, já que oferece, por si só, uma gama bem exponencial de componentes já prontos. Por ser bastante didático e explicativo, o Angular angaria uma série de fãs.

Desmistificando os Frameworks: por que utilizá-los?

Desmistificando os Frameworks: por que utilizá-los?


Definir um conceito exato sobre os Frameworks não é tarefa fácil nem para os mais conceituados web developers. Dentre as muitas conceituações encontradas na rede, a mais simples é, também, a mais adequada: framework é um banco de bibliotecas com soluções cotidianas para auxiliar os programadores na construção de seus projetos.

Com interfaces dinâmicas e divididas em subtemas, os frameworks orientam e apoiam a programação criando padrões de projetos e fornecendo elementos prontos, como botões, fontes, códigos e ícones.

Quando o framework deve ser utilizado?

Muito embora seja uma ferramenta projetada para auxiliar na construção de uma aplicação, o uso de um framework é recomendado para quem possui conhecimento da linguagem de programação utilizada por ele. Pode parecer bobagem, mas valer-se de uma ferramenta de apoio sem dominar a linguagem que ela fala pode acabar trazendo dificuldades inimagináveis para quem o opera! Já imaginou, por exemplo, dar de cara com um bug de programação que não consegue desfazer por não ter domínio operacional sobre o sistema utilizado?

Em geral, indica-se o uso dos frameworks para aqueles que já possuem ou que estejam em busca do domínio da rotina de programação, incluindo o estudo de códigos e linguagem operacional. Para quem não possui conhecimentos aprofundados sobre o tema, existem os CMSs, que fornecem o sistema pronto, com algumas possibilidades de personalização ao alcance das mãos daqueles que estão dando os primeiros passos no mundo da programação.

Possui conhecimento de linguagem web e deseja otimizar sua rotina de programação? Conheça um pouco mais sobre frameworks e suas funcionalidades. Click To Tweet

Quais são os melhores frameworks?

Independentemente do nível de conhecimento na área de desenvolvimento, é de comum acordo entre todos que a melhor plataforma é aquela que oferece as melhores ferramentas para o desenvolvimento de cada projeto dentro de suas particularidades, certo?

Desta forma, a lista abaixo traz os frameworks mais populares e dá algumas dicas de pontos fortes em cada um deles

Framework de PHP:

Laravel: Possui interface de simples abordagem e recursos em grandes quantidades. Entre suas funcionalidades, recursos como o Composer, que facilita a criação do mix com componentes de terceiros, o Blade, que agrupa templates, entre outros, como o Homestead, Elixir e Migrations.  Além de oferecer uma base para a criação de testes de projetos, o suporte de conteúdo oferecido na web é bastante amplo, por se tratar de um framework amplamente utilizado.

Framework Front-end 

Bootstrap – Front-end open source (aberto para quaisquer usos e adaptações), otimizado para a criação de layouts responsivos, compatível com html e css, o Bootstrap possui interface clean e bastante didática. Dotado de uma vasta gama de elementos estilizados, fontes e ícones diferenciados, grids prontos e customizáveis.

Framework JS (JavaScript):

Angular JS: Framework JavaScript que possibilita a criação de web apps completos exigindo do programador o mínimo de códigos possível, já que oferece, por si só, uma gama bem exponencial de componentes já prontos. Por ser bastante didático e explicativo, o Angular angaria uma série de fãs.

Obrigado pelo seu tempo!

Se você gostou e achou esse conteúdo útil para você, compartilhe-o para que outras pessoas tenham acesso.

TAGS: angularjs, Back-end, bootstrap, CMS, CSS, frameworks, Front-end, HTML, js, laravel, PHP

Author

José Roberto

Desenvolvedor Full Stack há mais de 16 anos e mais de 400 projetos desenvolvidos, apreciador de coisas simples(Churrasco, Futebol, Família), um apaixonado pelo seu trabalho e especialista na plataforma WordPress.